Home Madanis Roteiros Nacionais Roteiros Internacionais Gastronomia Entretenimento Contato  

05 setembro, 2012

ALERGIA A ESMALTE

Por Natalie Haddad
Dermatologista / Blog Segredos da Pele
blogmadanis@gmail.com



Os esmaltes viraram acessórios! As prateleiras de lojas de cosméticos têm cada vez mais opções de marcas e cores de esmaltes. Não é à toa que o Brasil é o segundo maior consumidor de esmaltes no mundo. Todo mundo já sabe ou está pensando na cor de esmalte que vai passar na próxima ida à manicure. Mas o que poucas pessoas sabem é que os esmaltes são uma causa frequente de alergia.

Hoje em dia, pode-se dizer que 10% da população têm alergia a esmaltes. Essa alergia aos esmaltes é chamada de dermatite de contato. Não depende apenas de uma irritação no primeiro contato. Até mesmo uma pessoa que está habituada a usar esmaltes pode passar a ter alergia. Isso acontece porque ocorreu sensibilização a determinadas substâncias que pode ocorrer ao longo da vida.

A alergia a esmaltes manifesta-se por meio de vermelhidão, coceira, descamação e inchaço, não só ao redor das unhas, mas também na região das pálpebras, podendo afetar também o pescoço, orelhas e outras áreas da face. Em casos mais graves, pode até formar bolhas. A manifestação nas pálpebras é muito comum e o paciente sempre acha que é alergia à maquiagem ou aos cremes.

O diagnóstico de alergia a esmaltes pode ser confirmado por um exame chamado Teste de Contato. O médico aplica adesivos, geralmente nas costas, contendo alguns dos componentes químicos presentes nos esmaltes. São usadas concentrações mínimas dessas substâncias, suficientes apenas para provocar pequena irritação no local e confirmar a alergia.

Os grandes vilões responsáveis pelas reações alérgicas aos esmaltes são: o formaldeído, presente na resina, esta tem como função dar aderência e durabilidade ao produto; o tolueno, uma espécie de solvente mais barato da fórmula tradicional dos esmaltes; o dibutil ftalato (DBP) dá brilho e fluidez ao esmalte e ajuda a dissolver os outros ingredientes, e a mica, que é um pigmento utilizado nos esmaltes cintilantes e perolado.

A solução para este problema são os esmaltes hipoalergênicos! O termo hipoalergênico pode ser atribuído àqueles produtos cujo baixo potencial alergênico é reconhecido e comprovadamente reduzido, em relação a produtos do mesmo tipo e de função. Eles devem passar pela aprovação da ANVISA. São esmaltes que substituem o tolueno e formaldeído por outra resina, retirando-os da formulação. Isso não exclui a possibilidade de algumas pessoas terem alergia a nova resina utilizada ou a outro componente.

Nos Estados Unidos, Canadá e Europa essas substâncias são proibidas. Portanto,os esmaltes importados são a melhor opção para as alérgicas. Hoje em dia, os esmaltes nacionais já possuem opções hipoalergênicas, entretanto, com menor variedade de cor. Além disso, não têm cores vibrantes, sua fixação é menor justamente por conter menos tolueno, componente responsável por manter a cor e…. são mais caros $$$.


A Risqué e a Impala tem linhas de esmaltes hipoalergênicos. Agora, todos esmaltes da Colorama não possuem as substâncias tolueno e formaldeído. Além disso, na Alergoshop tem esmaltes Eclat especiais para alérgicos.



Dos importados, os mais acessíveis para nós são os esmaltes da Revlon, pois são encontrados nas farmácias. Mesmo custando três vezes mais do que os nacionais hipoalergênicos (em torno de R$ 25), são uma excelente opção pois tem uma gama enorme de cores, vem mais produto do que os nacionais, são extremamente fluídos mas sem perder a cobertura e o brilho! Outras opções são os esmaltes da OPI, Mavala, Artdeco, Orly, MAC e Chanel.

Não existe tratamento! A pessoa alérgica não pode usar mais esmaltes que não sejam hipoalegênicos, inclusive bases, pois estas possuem uma maior quantidade de resina (aumentando a aderência do esmalte). De preferência, o extra-brilho, óleo secante e removedor de esmalte devem ser especiais.


Atenção! Se você desconfia que seja seu caso, procure o dermatologista para o diagnóstico correto! Se você já sabe que tem alergia a esmaltes, apenas testando você saberá qual é o melhor para você.
Alguma Madanis aí é alérgica a esmaltes? Conte para nós !



Nenhum comentário:

Postar um comentário