Home Madanis Roteiros Nacionais Roteiros Internacionais Gastronomia Entretenimento Contato  

07 março, 2013

The Cure em SP e RJ

Priscilla Luciano
blogmadanis@gmail.com

Já garantiu o seu ingresso? Melhor correr! Depois de anos, em abril a banda inglesa retorna à América Latina para apenas duas apresentações, no Rio e em São Paulo. Em São Paulo o show fará parte do projeto Live Music Rocks criado pela XYZ Live. Esse grupo icônico, liderado pelo cantor e guitarrista Robert Smith, tem uma extraordinária carreira de mais de 35 anos e dezenas de milhões de discos vendidos. Com uma profusão de hits como “Boys Don’t Cry”, “Just Like Heaven”, “Close To Me” e “Friday I’m In Love”, o grupo há tempo se estabeleceu como um fenômeno global no mundo da música.


O The Cure foi formado em 1976, inicialmente como “Easy Cure”. Em 1978 retiraram da banda o nome Easy. No início de 1990, Roger O’Donnell deixou o grupo e foi substituído por Perry Bamonte, que acompanhou o Cure em vários festivais como o de Glastonbury. O álbum “Mixed Up” foi lançado e, em 1991, o The Cure finalmente ganhou, com alguns anos de atraso, um Brit Award para “Melhor Grupo Britânico”. Em maio de 2008, o The Cure lançou “The Only One”, o primeiro dos quatro singles a ser lançados a cada dia 13 do mês, durante quatro meses. “Freakshow”, “Sleep When I’m Dead” e “The Perfect Boy” se seguiram, todos os singles atingindo o # 1 na parada da Billboard. Em agosto do mesmo ano, todos os quatro singles estavam simultâneamente no Top 20 da Billboard. Mais tarde, os quatro hits foram remixados e lançados em um EP, com direitos doados para a Cruz Vermelha Internacional. Mesmo com tantas idas e vindas dos integrantes da banda, o grupo não perdeu sua essência musical.
E, enquanto o punk ainda estava reverberando através da cultura popular, o The Cure, com sua mistura personalíssima de mau humor, canções atmosféricas e inesquecíveis, foi um dos pioneiros de uma nova era da música popular mundial. Seu forte senso de teatralidade e um estilo único influenciaram subculturas inteiramente novas. E as gerações seguintes continuam a descobrir a assinatura sonora da banda e a fazem dela a trilha sonora de suas vidas. 
O The Cure – com Robert Smith (voz e guitarra), Jason Cooper  (bateria), Roger´O Donnell (teclados), Simon Gallup (baixo) e Reeves Gabrels (guitarra) – começa 2013 após ter se apresentado como headliner nos 19 principais festivais europeus de verão em 2012, começando pelo “Pinkpop” em maio e terminando em setembro no “Eire’s Electric Picnic” , com apresentações épicas em Roskilde, Werchter, Hurricane, Maxidrom, Les Eurockeenes, Vieilles Charrues e em Reading & Leeds. Robert Smith diz: “Estamos delirantemente felizes de finalmente voltar à América do Sul – ficamos afastados por muito tempo! Nossos shows vão ter mais de três horas de duração e podem ter certeza que estamos firmemente decididos a fazer desta turnê a mais memorável de toda a nossa carreira!”.

 Eu já garanti meu ingresso... e você? Vai ficar de fora desse mega show?


Discografia
1979 – Three Imaginary Boys
1980 – Seventeen Seconds
1981 – Faith
1982 – Pornography
1984 – The Top
1985 – The Head On The Door
1987 – Kiss Me Kiss Me Kiss Me
1989 – Disintegration
1992 – Wish
1996 – Wild Mood Swings
2000 – Bloodflowers
2004 – The Cure
2008 – 4:13 Dream

Rio de Janeiro
Data: 04 de abril de 2013
Local: HSBC ARENA

São Paulo (LIVE MUSIC ROCKS)
Data: 06 de abril de 2013
Local: Estádio do Morumbi

Nenhum comentário:

Postar um comentário